quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Edital seleção de projetos culturais 2013 / 2014 CCBB.

Programação Cultural 2013 / 2014

Estão abertas as inscrições para a programação 2013 / 2014 dos CCBBs. Os projetos selecionados irão compor a grade de programação dos Centros Culturais Banco do Brasil Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Belo Horizonte, nas áreas de música (popular, erudita e instrumental), exposições (pintura, escultura, fotografia, gravura, instalação, multimídia e outros), artes cênicas (teatro, dança, performance, circo, ópera), cinema e vídeo (mostras e festivais - exceto Belo Horizonte), programa educativo (oficinas, cursos e visitas orientadas) e ideias (palestras, seminários e conferências).



As inscrições são gratuitas e acontecem de 1º a 30 de setembro de 2012. Podem participar pessoas físicas e jurídicas, de qualquer nacionalidade e região do País, sendo feitas exclusivamente pelo site www.bb.com.br/cultura


(Fonte: CCBB)

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Seleção Pública do Programa Petrobras Cultural 2012.



A Petrobras, através da Seleção Pública do Programa Petrobras Cultural, oferece à sociedade brasileira um programa de patrocínio a projetos culturais marcado pela consistência, abrangência e continuidade da sua proposta. Estruturado de forma a atingir todas as etapas da cadeia produtiva da economia da cultura, contempla iniciativas que vão desde a etapa de pré-produção até a do consumo final dos bens e serviços culturais, ativos intangíveis da economia nacional. Outro ponto de destaque é a sua articulação com as políticas públicas voltadas para o setor, com o propósito de unir forças com o Ministério da Cultura no atendimento às demandas dos agentes culturais - artistas, produtores, fornecedores, pesquisadores e público fruidor.
A inscrição é gratuita e efetuada exclusivamente pela Internet, mediante o preenchimento de formulário disponível neste site durante o período de inscrição. O processo de seleção pública do Petrobras Cultural realiza-se em 4 (quatro) etapas:
Triagem Administrativa;
Comissão de Análise Técnica; 
Etapa Petrobras
e Conselho Petrobras Cultural.

Calendário

17/08/2012 Lançamento da Seleção Pública Petrobras Cultural.

17/08/2012 Abertura das inscrições.

05/10/2012 Término das inscrições de Festivais de cinema e Festivais de música.

29/10/2012 Término das inscrições de Apoio a museus, arquivos e bibliotecas, Memória das artes e Patrimônio imaterial.

30/10/2012 Término das inscrições de Circulação de exposições, Manutenção de grupos e companhias de dança e Manutenção de grupos e companhias de teatro. 

31/10/2012 Término das inscrições de Produção literária e Produção de longa-metragem para salas de cinema.

01/11/2012 Término das inscrições de Apoio a artistas, grupos e redes musicais. 

29/01/2013 Divulgação dos resultados de Festivais de cinema e Festivais de música.

30/04/2013 Divulgação dos resultados das demais áreas.




(Fonte: Petrobras)

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Os 20 anos da Lei Rouanet e o Procultura.


A Lei Rouanet e o Projeto de Lei do Procultura foram temas do programa ‘Sempre um Papo’, exibido pela TV Câmara, no sábado (18), às 19h. O programa levou ao ar o debate Os 20 Anos da Lei Rouanet e o ProculturaPassado, Presente e Futuro, que aconteceu em Belo Horizonte, em 16 de julho.

O debate contou com a participação do secretário-executivo do Ministério da Cultura, Vitor Ortiz, do secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, Henilton Menezes, e do deputado federal relator do Projeto de Lei do Procultura, Pedro Eugênio (PT – PE).  


“Nós vamos trazer a possibilidade dessa mudança da Lei Rouanet e o que ela traz de novo para o segmento cultural. Vamos fazer uma avaliação dos seus 20 anos, identificar os problemas e buscar as soluções nesse escopo da nova lei de incentivo que hoje tramita na Câmara”, expressa o secretário Henilton Menezes na abertura do programa.

O projeto de lei que institui o Procultura tramita na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados e, se aprovado, alterará o mecanismo federal de incentivo à Cultura, a Lei Rouanet, que completou 20 anos de existência em 2011.

Busca de soluções

O texto do PL busca soluções para as principais distorções da atual lei, assim como a possibilidade de um aumento de recursos para a cultura brasileira, com a indução do acesso ao financiamento de forma mais equilibrada entre as regiões do país.

Apesar de o MinC não estar mais na posição condutora do processo, o ministério atua para subsidiar a Câmara no aprimoramento, de forma que o novo modelo, além de exequível, seja capaz de dar conta das principais demandas da sociedade.

Para assumir o formato no qual se encontra, o PL do Procultura passou por diversos fóruns de debates pelo Brasil, antes e depois de ser enviado ao Congresso Nacional.

O programa televisivo sobre os 20 anos da Lei Rouanet e o Procultura será reprisado no domingo (19), às 16h, e no final de semana seguinte, dias 25 e 26 de agosto, nos mesmos horários.

(Fonte: Lara Aliano, Ascom/MinC)




segunda-feira, 13 de agosto de 2012

II Encontro Nacional de Produção Cultural.


O II Encontro Nacional de Produção Cultural será realizado, no Rio de Janeiro, nos dias 30 e 31 de outubro e 1 de novembro de 2012, no Palácio Gustavo Capanema sob o tema “ Produção Cultural no contexto dos grande eventos”.
Sem perder a perspectiva de dar desdobramento ao primeiro encontro que discutiu a formação e a profissão, este II ENPC pretende avançar em relação ao anterior uma vez que, atendendo às questões levantadas e propostas, amplia seu leque de abrangência com a inscrição e discussão de trabalhos acadêmicos, lançando luz sobre esta importante área do conhecimento.
Sejam todos bem vindos ao II Encontro Nacional de Produção.
Para saber mais acesse o blog do Encontro.

(Fonte: Blog do Encontro)

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

II Seminário Aberje de Gestão Cultural.



Seminário aborda a gestão cultural como estratégia de relacionamento

II Seminário Aberje de Gestão Cultural aborda o investimento e o legado criados pelas empresas e para as empresas na gestão cultural,
no dia 31 de agosto, em São Paulo. Evento é parte da plataforma da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial
no incentivo ao investimento corporativo em cultura.

Para abordar a gestão cultural e as possibilidades estratégicas para as empresas na Economia Criativa, a Aberje realiza em 31 de agosto o II Seminário Aberje de Gestão Cultural, em São Paulo. O evento dá continuidade à série de debates sobre a gestão cultural, iniciado pela entidade com o Comitê Aberje de Gestão Cultural, composto por 20 das principais empresas que investem em cultura no país e em 2012 abordará “Investimento e Legado: a gestão cultural na Economia Criativa”.

Organizado em quatro painéis, o Seminário parte da contextualização da Economia Criativa na América Latina, ampliada em um painel sobre as perspectivas globais de desenvolvimento econômico, social e cultural nesse ambiente. Nesta primeira metade do evento, o Diretor Regional do SESC-SP, Danilo Miranda, a Diretora de Projetos e Captação de Inhotim, Renata Salles, o Diretor de Artes do British Council Brasil, Luiz Coradazzi e os mediadores Paulo Nassar, Diretor-geral da Aberje e Professor Doutor da ECA-USP, e Bruno Assami, Superintendente do MASP, serão alguns dos palestrantes.

No período da tarde, as organizações receberão ainda mais subsídios para o planejamento de suas ações na área, debatendo precisamente o incentivo, a gestão, o resultado e os desafios para o investimento em cultura, além de conhecerem os grandes exemplos da comunicação da cultura no Brasil. O Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, Henilton Menezes, o Diretor superintendente do Itaú Cultural, Eduardo Saron, a Gestora da Casa Fiat de Cultura, Ana Vilela, o Gerente do CCBB-SP, Marcos Mantoan e o Gerente Geral da CPFL Cultura, Mário Mazzilli estarão presentes nos dois painéis que concluirão a segunda edição do Seminário.

A gestão cultural tem ganhado crescente destaque nas estratégias de relacionamentos das empresas nos últimos anos, com o aprimoramento da consciência sobre a transcendência dos negócios em suas dimensões sociais. O relacionamento com os diversos públicos e a atuação em múltiplos ambientes - do específico ao global - são essenciais para a obtenção da legitimação das empresas e até mesmo da sua licença de operação em quaisquer que sejam suas áreas de atuação. Na busca da relevância e do significado de marca, a construção de relações profundas com os públicos, sensibilizando-os, é uma das principais vantagens competitivas no mercado globalizado e dinâmico, onde atributos objetivos e subjetivos são contestados e comparados em tempo real.

Em paralelo, os macroambientes nos quais as empresas estão inseridas têm sido reformulados e se reconstruído em novos tipos de relações e de trocas. As trocas passam a ser regidas por atributos além do racional e a criatividade emergente abre espaço para novos tipos de relação, trocas e geração de valor, estimulando um crescimento contínuo e o desenvolvimento social, econômico e, claro, cultural.

Assim, o investimento corporativo em cultura tem se mostrado capaz de envolver a sociedade nos projetos de marca, incorporar valores e atributos positivos, estimular a percepção favorável das empresas e, principalmente, alavancar e solidificar suas relações, bem como o compromisso com o desenvolvimento sociocultural de um País. Com recursos próprios e incentivos, as empresas se direcionam ao investimento cultural com cada vez mais maturidade, assimilando os múltiplos aspectos dos projetos às suas estratégias de gestão para trabalhar de forma sinérgica questões como relacionamento, mobilização e engajamento, responsabilidade social, visibilidade, fortalecimento de marca e reputação.

Da comunicação interna às relações com a comunidade, a cultura ganha destaque nos modelos mentais das empresas, dialogando com os conhecimentos existentes e gerando novos saberes. E, além de agregar valor aos produtos e serviços e aumentar a competitividade das marcas, no contexto da Economia Criativa, o investimento corporativo em cultura age alicerçando as estruturas sociais e culturais de uma sociedade, fomentando a produção artística, criando empregos, estimulando um ecossistema de inovação e impulsionando novas visões e transformações nos ambientes. (leia na integra)

(Fonte: Aberje)

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.





A Bienal reunirá as principais editoras, livrarias e distribuidoras do país. São cerca de 480 expositores participantes que apresentarão para 800 mil visitantes seus mais importantes lançamentos em um espaço total de 60 mil m². 

Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi
Av. Olavo Fontoura, 1.209 - Santana - CEP 02012-021 São Paulo - SP

Horário de Visitação:
de 09 a 18 de agosto, das 10h às 22h
dia 19 de agosto, das 10h às 20h, com entrada até as 18h


“Livros transformam o mundo, livros transformam pessoas” é o tema da 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece entre 9 e 19 de agosto no pavilhão de Exposições do Anhembi. Com uma programação abrangente, o evento mescla literatura com diversão, negócios, gastronomia e cultura.

Clique aqui e conheça a programação.

(Fonte: Bienal do Livro SP)

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Vencedora da licitação é habilitada para gerir Pedreira e Ópera de Arame.


Segunda colocada no processo tem cinco dias para apresentar recurso. Se isso não ocorrer, ganhadora será homologada para explorar os espaços.

A DCSET Eventos Ltda foi habilitada a executar os projetos de renovação da Ópera de Arame, da Pedreira Paulo Leminski e do Parque Náutico, em Curitiba, e a gerir esses espaços, informou a Prefeitura de Curitiba nesta quinta-feira (2). A empresa já havia vencido outras duas etapas da licitação promovida pelo município. A partir de agora, a segunda colocada no processo tem cinco dias para apresentar recurso. Se isso não ocorrer, a DCSET será homologada como vencedora e poderá iniciar a exploração da concessão.

Para confirmar sua habilitação, a DCSET teve que apresentar uma série de documentos exigidos no edital da licitação. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura de Curitiba, a documentação foi aprovada pela comissão e a conclusão desta terceira etapa do procedimento deve ser publicada na próxima edição do diário oficial.

Assim que for homologada como vencedora da licitação, a DECSET terá que fazer um depósito para o município de R$ 160 mil, valor da outorga proposta na segunda fase da licitação. Assim que o valor for depositado, a empresa e a prefeitura poderão assinar o contrato da concessão.
Concessão
A concessão prevê a reforma dos três “cartões-postais” curitibanos – Ópera de Arame, Pedreira Paulo Leminski e Parque Náutico. As obras poderão ser concluídas em 18 meses e empresa deverá investir R$ 15 milhões. Após este período, a empresa pode começar a exploração comercial dos espaços. De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, 5% da renda bruta dessa exploração deverão ser revertidos ao município.

O edital prevê que, com o processo, a Pedreira volte a receber shows, em eventos com público de até 25 mil pessoas. Apresentações com até mil expectadores serão realizadas na Ópera de Arame. Eventos com até 50 mil pessoas serão feitos no Parque Náutico.


(Fonte: Gazeta do Povo)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...