sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Galeria de Arte Digital SESI-SP - Workshops e palestras - Vagas limitadas!‏

Inauguração acontece no dia 3 de dezembro, às 20h30, quando as luzes serão ligadas.

Galeria de Arte Digital do SESI-SP é um presente da Fiesp e da indústria paulista à cidade, e será permanente.

O prédio da Fiesp, um dos principais cartões postais paulistanos, será transformado em um espaço inédito e permanente de arte digital para exibição de obras visuais a céu aberto. A partir de 3 de dezembro, às 20h30, quando as luzes forem ligadas, a fachada e as laterais do prédio passam a exibir a primeira galeria de arte digital da América Latina: a Galeria de Arte Digital do SESI-SP.

Com 26.241 mil clusters, cada um formado por 4 lâmpada de LED, instalados em 3.700 m² da estrutura metálica que reveste o prédio da Fiesp, o novo espaço cultural transmitirá até 4,3 bilhões de combinações de cores. A inauguração é também a primeira edição do SP_Urban Digital Festival, com curadoria da brasileira Marília Pasculli e da alemã Susa Pop.


Durante o festival que será realizado até o final de dezembro, todas as noites das 20 às 6 horas, o edifício icônico da avenida Paulista será uma grande tela urbana de novas formas de expressão de arte digital.


Segundo Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do SESI-SP, a Galeria Digital do SESI-SP é um presente das entidades da Indústria para São Paulo. “A cidade é pulsante e efervescente durante o dia e a noite. A galeria, baseada em tecnologia e modernidade, traduzirá esse ritmo produtivo e será mais um marco de São Paulo, como existem poucos no mundo.”


O SP_Urban Digital Festival segue o conceito de Media Facade – a transformação de fachadas arquitetônicas em “telas” para exibição de obras audiovisuais. Nesta edição, serão expostos trabalhos dos artistas paulistanos VJ Spetto (United VJs), o coletivo BijaRi e Goma Oficina, além dos internacionais Esteban Gutierrez, da Colômbia, do francês Antoine Schmitt, e da dupla Mar Carnet & Varvara Guljajeva, respectivamente da Espanha e Estônia. Cada artista terá cinco dias do festival dedicados exclusivamente à transmissão de sua obra, das 20 horas às 23h. Entre 23h e uma da manhã, o trabalho de Antoine Schmitt tomará conta do prédio durante todo o mês de dezembro. A partir desse horário, a programação se torna mista e randômica até as 6 horas.


A obra do francês Antoine Schmitt, renomado mundialmente pelo projeto “City Sleep Light,” será um dos destaques do festival. Traduzida como “luz do sono da cidade”, tem como matéria-prima os dados de atividades socioeconômicas do local onde está sendo realizado. Estes dados são recolhidos a partir de um software que coleta os códigos de fluxos disponíveis na internet de uma cidade específica: trânsito, transações bancárias e movimentação nas redes sociais, por exemplo. Quando a cidade vai dormir, Antoine transforma estes códigos em pulsações de luz branca. Todos os pixels piscam juntos, transformando o edifício em um organismo vivo, que “respira” de acordo com o ritmo da cidade. “Será como observar os batimentos cardíacos da capital paulistana a cada noite”, diz a curadora Marilia Pasculli.


Alguns exemplos de edifícios que sediaram galerias de arte digital em suas fachadas são o ARS Electronica Center, na Áustria; a UNIQA Tower, em Viena; o Shopping ILUMA em Cingapura; o MediaLab-Prado, na Espanha, além do renomado Media Facades Festival, que acontece desde 2008 em diversas cidades da Europa.

SP_URBAN DIGITAL FESTIVAL – 1a edição/ Artistas


Vj Spetto – Brasil
Pioneiro na arte de videoremixar no Brasil, é considerado uma das maiores referências mundiais no assunto. Atua desde 1997 como VJ, vídeoperformer, programador, vídeodesigner. Desenvolve tecnologias para manipulação ao vivo de imagens utilizando softwares e hardwares resultantes de suas pesquisas. Desde 2002, ministra regularmente palestras e workshops em instituições renomadas de ensino do mundo todo.


Antoine Schmitt – França
Artista com formação em engenharia de programação, é especialista em criar instalações que explorem as relações homem-computador e inteligência artificial. Suas obras são instalações interativas, traduzindo em movimentos ritmicos os códigos e dados de processamento específicos. Antoine já ganhou diversos prêmios internacionais, entre eles o Transmediale (Berlim) e o International Festival of Video-Dance, promovido pela UNESCO. Participou de exposições em renomadas instituições como o Centre Georges Pompidou (Paris, França), Sonar (Barcelona, Espanha) e Ars Electronica (Linz, Áustria).

Esteban Gutierrez – Colômbia

É especialista em desenho multimídia. Gutierrez programa suas próprias ferramentas de arte eletrônica. Participou de várias exposições coletivas e individuais na América Latina e Europa, onde ganhou por dois anos consecutivos o Prémio Joven de Artes Plásticas (Espanha, 2009 e 2010). Ministra regularmente palestras e conferências tendo como tema central a arte digital.


BijaRi - Brasil
Coletivo de criações de artes visuais e multimídia formado em 1996 por arquitetos e artistas plásticos. Especializado em realização de projetos artísticos em diversos suportes e tecnologias, o grupo atua entre os meios analógicos e digitais propondo experimentações estéticas, sobretudo de caráter crítico. Intervenções urbanas, performances, vídeo, design e web design tornam-se meios para estabelecer possibilidades de vivências onde a realidade é questionada.


Goma Oficina - Brasil
A Goma Oficina é um grupo de jovens artistas e arquitetos especializados na criação de obras que experimentam as particularidades de intervenção urbana através de recursos multimídia e objetos cenográficos esculturais em espaços públicos. Participaram do festival URBE - Mostra de Arte Pública (São Paulo, 2012) e assinam a autoria do projeto "As paredes vão dançar", que explora sensações de mobilidade e ilusão de óptica em edifícios da cidade de São Paulo.


Mar Canet & Varvara Guljajeva - Espanha/ Estônia
Mar é um interdisciplinar com formação em Arte, Design, desenvolvimento de jogos e interfaces culturais. Trabalhou como engenheiro criativo na renomada instituição de arte eletrônica Ars Electronica Futurelab (Linz, Áustria). Co-fundador dos coletivos de arte digital Derivart e Lummo. Participou de diversas exposições internacionais, entre elas o Media Facades Festival Europe 2010. Desde 2011, participa de residências artísticas, juntamente com a artista Varvara Guljajeva, nas seguintes instituições culturais: IAMAS (Japão), FACT Liverpool (Inglaterra), MU Gallery (Holanda), STPLN em Malmö (Suécia), Verbeken Foundation (Bélgica), Marginalia+lab (Belo Horizonte).

SP_URBAN DIGITAL FESTIVAL - Side Events

Paralelamente à exposição, o SP_Urban Digital Festival desenvolveu um plano pedagógico que realizará oficinas com questões conceituais e estéticas do projeto. “O link entre arquitetura e arte digital”, “Experimentações no cenário urbano”, “Arquiteturas mutantes”, “Interação do cidadão com a cidade” e “A criação de um canal de difusão de arte visual” serão alguns dos temas abordados.
04/12, das 20h às 22h – Espaço Mezanino / 50 pessoas
 

Susa Pop
Palestra: Fachadas multimídia: desafios e potencialidades
Ministrada pela alemã Susa Pop, que é diretora e fundadora do Public Art Lab e responsável pela criação de renomados festivais de arte de novas mídias na Alemanha, como Media Facades Festival, Mobile Studios e Mobile Museums. Realiza conferências e workshops em todo o mundo na área de mídias urbanas. A palestra evidencia os desafios e benefícios das fachadas de arte multimídia para os centros urbanos, as possibilidades de integração de várias cidades através das novas tecnologias (projeto Connecting Cities) e o desenvolvimento de uma audiência consciente e ativa. Demonstração de ações inovadoras já implementadas e projetos em desenvolvimento pelo mundo.

05/12, das 20h às 21h30 – Espaço Mezanino / 50 pessoas
 

VJ Spetto
Palestra: Arte nos espaços públicos
Ministrada pelo VJ Spetto, a palestra visa mostrar os fatores na história da arte e da arquitetura que levaram a repercussão da arte nos espaços públicos e seu impacto e importância na sociedade atual. As fachadas das cidades como páginas em branco onde se pode comunicar e expressar ideias. Abordagem da prática do graffite como percussor da arte nos espaços públicos e a relação na tendência de incorporar recursos de iluminação e técnicas interativas como o vídeo mapping, possibilitando ao criador plena liberdade de atuação. Exemplificar os métodos de pintura digital que não alteram ou atacam fisicamente os edifícios, mas emitem luz sobre eles, tornando possível não só pintar, alterar a estética das cidades, como também difundir ideias e mensagens. Apresentação de projetos realizados pelo próprio artista no espaço público.

05/12, das 16h às 19h – 06/12 e 07/12, das 18h30 às 21h30 – Espaço Mezanino / 15 pessoas
 

Esteban Gutierrez
Workshop: Material digital na criação artística
Workshop de produção de conteúdo digital ministrada pelo artista Esteban Gutierrez. Uma introdução à inovação na produção artística, na qual a sensorialidade e a emoção humana surgem como aspectos fundamentais do processo de criação dos artistas e vídeo makers. Abordagem do uso de tecnologias emergentes na criação de instalações artísticas. Descrição sobre a criação de ferramentas originais e softwares para fins artísticos específicos (Processing). Apresentação de casos de sucesso e discussão coletiva das diferentes proposições. Aula prática - criação de conteúdo digital a ser transmitido na plataforma.


Serviço:

Inauguração do SP_Urban Digital Festival – 1a edição
Dia 03/12/12, às 20h30
Local: Prédio da FIESP/ SESI-SP
Av. Paulista, 1313.
 

Programação com todas as obras.
Após, todos os dias, das 20h às 06h, até 31/12/12


Palestras e Workshops:
Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso
Informações e reservas para as palestras e workshop: (11) 3146-7383
Espaço Mezanino – Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon/Masp
Gratuito


Programação de 04/12 a 31/12:
20h às 23h – obra de um artista específico*
23h à 01h – Antoine Schmitt ("City Sleep Light", obra de programação pulsante de acordo com dados diários da cidade)
01h às 06h – programação mista e randômica

 De 04/12 a 08/12: VJ Spetto com a obra “Inter Freak Quência”;
       09/12 a 13/12: Mar Canet & Varvara Guljajeva com a obra “O Ritmo de São Paulo”;
       14/12 a 18/12: BijaRi com a obra “Metacidade”;
       19/12 a 23/12: Esteban Gutierrez com a obra “Construcción de Idea (São Paulo – Bogotá)”;
       23/12 a 27/12: Goma Oficina com a obra “Homo Ludens”;
       28/12 a 31/12: todos.


Créditos:

Idealização: Verve Cultural
Realização: Fiesp e SESI-SP
Produção Executiva: Verve Cultural
Curadoria: Marília Pasculli
Patrocínio: SESI-SP

www.spurban.com.br
Facebook: SPUrbanDigitalFestival
Twitter: @spurban
Instagram: @spurban


Assessoria de Imprensa:

SESI-SP e SENAI-SP/ FIESP
Jornalistas: Rosângela Gallardo e Danusa Etcheverria
Tel.: (11) 3146-7703/ 7702/ 7706
E-mail: imprensa@sesisenaisp.org.br
www.sesisp.org.br/cultura
www.sesisp.org.br e www.sp.senai.br


AGÊNCIA CULTURAL
55.11.3120-6447
Fabiana Batistela – 55.11.9.9719-5558 / fabiana@inker.art.br
Nathalia Birkholz – 55.11.9.9232-6387 / nathalia@inker.art.br
www.inker.art.br
www.facebook.com/InkerAgenciaCultural
@Inker_Agencia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...