quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Casa da Cultura Polônia Brasil fará pré-lançamento do livro “Memórias de Luz: História de Poloneses Justos” em Curitiba.

(Foto de capa: Schirlei Freder / Arte e diagramação: Axel Giller)


A Casa da Cultura Polônia Brasil, com sede na capital paranaense, e o Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba realizará no domingo 13 o pré-lançamento do livro “Memórias de Luz: História de Poloneses Justos”, publicação patrocinada pelo Ministério das Relações Exteriores da República da Polônia e pelo Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba que contou com o apoio da UFPR – Universidade Federal do Paraná (Curso de Letras-Polonês) Departamento de Polonês, Alemão e Letras Clássicas (DEPAC).

O livro foi concebido a partir da história de alguns poloneses, Justos Entre as Nações, apresentando ao leitor a história de vida de Jan Karski, Irena Sendler, Władysław Bartoszewski, Jan e Antonina Żabińscy, bem como suas ações para salvar os judeus perseguidos durante o nazismo. Histórias essas acompanhadas de um texto produzido a partir de conversas com uma das pessoas que foram salvas, Bieta Ficowska, além de poemas de Jerzy Ficowski, um ensaio de Marek Bieńczyk e curtos biogramas de outros Justos que completam a obra.

O livro é organizado por Piotr Kilanowski, professor de língua e literatura polonesas da UFPR, que assina os textos que apresentam Jan Karski e Bieta Ficowska. Alicja Goczyła Ferreira, também professora de língua e literatura polonesas da UFPR, é autora dos textos que relatam as histórias de Irena Sendler e de Jan e Antonina Żabińscy, já Aleksandra Pluta, jornalista e escritora, narra a história de Władysław Bartoszewski. O livro conta ainda com textos breves de Carlos Reiss, coordenador do Museu do Holocausto de Curitiba, de Aleksandra Piasecka-Till e de Marcin Raiman, professores de língua polonesa da UFPR.



Em tempos de crise como os atuais, momento dos intensos fluxos migratórios oriundos do flagelo das guerras, relembrar uma passagem importante vivida por nossos irmãos poloneses e outras etnias durante o nazismo, é oportuno, e sem dúvida uma bela forma de homenagear a memória desses homens e mulheres. Mais ainda, é uma forma de perpetrar a mensagem mais importante legada por eles, a de que é preciso ajudar o seu próximo.

Trazer à tona a memória dos Justos é evocar exemplos de moral e solidariedade que nos fazem manter viva a crença na humanidade, e é essa a mensagem que “Memórias de Luz: História de Poloneses Justos” pretende levar ao leitor.


Casa da Cultura Polônia Brasil - A Casa da Cultura Polônia Brasil foi criada em 2012 com a missão de promover e fortalecer ações culturais e de intercâmbio entre Brasil e Polônia, além de oportunizar a valorização de artistas descendentes de poloneses. A diretoria é composta por pesquisadores, empresários e artistas que voluntariamente se dedicam no desenvolvimento das atividades.


SERVIÇO:

Pré-lançamento do Livro Memórias de Luz: História de Poloneses Justos

Onde: Casa da Cultura Polônia Brasil

Rua Ébano Pereira, 502 – Centro – Curitiba/PR

Quando: Domingo 13 de dezembro de 2015 às 16h

Informações: contato@poloniabrasil.org.br ou pelo telefone (41) 3088-00708


(por Meg Mamede para CCPB)



***

Projeto “Meu coração de polaco voltou”, que expõe influências polonesas na obra de Paulo Leminski, chega a Porto Alegre.

(Foto: Márcio Santos / Arte: Maria Baptista)
Casa da Cultura Polônia Brasil e a família Leminski, em cooperação com o Consulado da República da Polônia em Porto Alegre, o Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba e a Casamundi Cultura, trazem a Porto Alegre, entre os dias 17 de dezembro de 2015 e 09 de fevereiro de 2016, o projeto“Meu coração de polaco voltou”. Trata-se de um passeio pelas origens e influências polonesas na obra de Paulo Leminski, com curadoria das filhas Aurea e Estrela Leminski.
“Começar por Porto Alegre tem um significado muito especial, não só pela forte presença da comunidade polonesa, mas porque também era uma cidade que Leminski adorava e tinha grande admiração por muitos artistas e intelectuais locais”, diz Aurea. Entre as ações, está a exposição inédita intitulada “Meu coração de polaco voltou”, aberta ao público a partir de 18 de dezembro no Memorial do Rio Grande do Sul, na sala Múltiplo Usos. A mostra é composta por painéis com reprodução de textos, fac-símiles, fotos do acervo particular, livros e documentos originais de Leminski e tem a comunicação visual assinada por Maria Baptista.
Além da mostra, também será lançado em Porto Alegre a edição brasileira do livro de poemas traduzidos (bilíngue) “Meu coração de polaco voltou/Powróciło moje polskie serce”, que reúne cerca de 60 poesias de Leminski, com uma tiragem exclusiva de 1.000 exemplares. A seleção e tradução são de Piotr Kilanowski, pesquisador e professor do curso de Letras-Polonês da UFPR radicado no Brasil há mais de 25 anos. O livro contém também algumas traduções de autoria de Konrad Szcześniak, professor da Universidade da Silésia. A primeira edição foi lançada na Polônia, no final de 2014, em uma iniciativa dos pesquisadores da Universidade da Silésia e UFPR com financiamento do Ministério dos Assuntos Exteriores da Polônia. O prefácio do livro é assinado por Marcelo de Paiva Souza, também professor de Letras–Polonês da UFPR e doutor em literatura polonesa pela Universidade Iaguiellônica (Cracóvia).
“Meu Coração de Polaco Voltou” – O projeto nasceu em Curitiba, em celebração e homenagem ao artista que, em 2015, completaria 71 anos. Os eventos foram realizados na Casa da Cultura Polônia Brasil, de agosto a outubro, e tiveram grande sucesso de público.
Casa da Cultura Polônia Brasil – A Casa da Cultura Polônia Brasil foi criada em 2012 com a missão de promover e fortalecer ações culturais e de intercâmbio entre Brasil e Polônia, além de oportunizar a valorização de artistas descendentes de poloneses. A diretoria é composta por pesquisadores, empresários e artistas que voluntariamente se dedicam no desenvolvimento das atividades. A obra de Paulo Leminski é marcada pelas referências à cultura polonesa, e o projeto “Meu coração de polaco voltou” garante a difusão da obra do artista, das tradições polonesas, e reforça a importância do legado do autor e sua relação orgânica com a comunidade brasileira.
Confira a programação:
17/12, às 19h: Abertura da exposição “Meu coração de polaco voltou”, com material inédito e curadoria das filhas de Leminski e lançamento do livro bilíngue “Meu coração de polaco voltou/ Powróciło moje polskie serce“ (traduções de Piotr Kilanowski e de Konrad Szcześniak)
De 18/12 a 09/02: Exposição “Meu coração de polaco voltou”.
20/01, a partir das 19h: Recital poético “Paulo Leminski”. Será um encontro com leituras poéticas e convidados. Ministrado por Tiago Halewicz, diretor cultural da Casamundi e pesquisador da cultura polonesa.
SERVIÇO:
Onde: Memorial do Rio Grande do Sul, Sala Múltiplos Usos. (Rua 7 de Setembro, 1020 – Praça da Alfândega, Porto Alegre).
Quando: de 18 de dezembro de 2015 a 09 de fevereiro de 2016. Terça a sábado, das 10h às 18h, e domingo, das 12h às 18h.
Contato: cultura@casamundi.com.br, chp.poa@uol.com.br ou (51) 3024-4284
(Fonte: CCPB)
***
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...