terça-feira, 29 de março de 2016

"O campo da cultura e economia criativa" em livro lançado pela Editora Juruá.

A fundadora do Cultura in Company Meg Mamede em parceria com Shirlei M. Freder da Creare Gestão Social, colaborou em 2015 para a publicação “Economia Criativa: Inovação, Cultura, Tecnologia e Desenvolvimento" resultado do esforço coletivo da Cátedra Ozires Silva de Empreendedorismo e Inovação Sustentáveis (Capítulo Curitiba).

A publicação lançada em fevereiro de 2015 pela Editora Juruá traz dez artigos interessantes e inspiradores sobre a temática. Os textos tentam esclarecer o que vem a ser Economia Criativa sob a ótica de cada um dos autores (profissionais de áreas distintas, oriundos de diversas organizações e da sociedade civil que têm em comum o voluntariado com o objetivo de disseminar o conhecimento acerca das temáticas estudadas), conceito que tem se mostrado, a cada dia, mais oportuno para a sociedade em que vivemos.

Destacamos a seguir alguns trechos interessantes do artigo “O campo da cultura e economia criativa” assinado pelas autoras citadas.


A Cultura como atividade econômica foi assim reconhecida muito recentemente se pensarmos em tempo histórico, um século atrás ela ainda era vista como patrimônio simbólico. Mas se voltarmos aos conceitos apresentados no inicio do texto sobre o que é Cultura, podemos inverter o conceito e nos perguntar: - O que é a economia senão um fenômeno cultural? , e a partir daí pensarmos um modelo de economia criativa que se adeque às necessidades de cada criativo, artesão, artista ou produtor de cultura.

Em um país de dimensões continentais é importante pensar as questões regionais que alimentam essas economias, é fundamental pensar a Cultura como ferramenta de resgate e valorização das tradições locais, com um sentido de preservação da memória e possibilidade de geração de renda, sem que com isso incorramos no erro de transformar a Cultura em mero produto de mercado, alimentando o consumo desmedido e sem propósito, onde símbolos locais são apropriados para criação de marcas globais, diluídas e massificadas, descaracterizando a identidade de grupos e territórios. 
         

Caso tenha interesse nesta obra, ela está à venda no site da Editora Juruá e em outras livrarias online.


Livro: "Economia Criativa: Inovação, Cultura, Tecnologia e Desenvolvimento".

Organizadores: John Jackson Buettgen e Schirlei Mari Freder

Editora: Juruá

Ano: 2015

Área: Administração


***
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...